Home / Mix de produtos / Como fazer um mapa da coleção

Como fazer um mapa da coleção

Você sabe o que é um mapa da coleção? Quando se começa a trabalhar com coleções e lançamentos, é necessário saber enxergar tudo o que está ocorrendo na sua produção, e é nesse ponto que o mapa da coleção entra. Quer aprender como ele funciona, para quem serve e como tirar o máximo proveito dele?

Vamos ver isso a partir agora! Aqui você descobrirá como deve ser feito um mapa da coleção e quais os pontos que você deve se atentar na hora de desenvolver seu mapa. Pronto para aprender? Vamos lá!

O que é um mapa da coleção

Um mapa da coleção nada mais é do que um painel com as miniaturas dos desenhos da coleção. Eles são dispostos na fase em que aquele modelo se encontra no processo de desenvolvimento. Em outras palavras, o mapa da coleção mostra em qual etapa aquele modelo está.

Isto serve para que toda a empresa saiba se a coleção está em dia, em atraso, quais são os gargalos, e principalmente, para que exista facilidade em uma rápida tomada de decisões. Afinal, ninguém quer perder tempo com burocracia, né?

Não importa qual metodologia você utilize no planejamento da coleção, o mapa da coleção é uma ferramenta importante para a comunicação da empresa e para facilitar o acompanhamento de todos os modelos. Por isso vamos dar algumas dicas aqui de como utilizar o mapa da coleção de maneira eficiente. Confira!

mapa da coleção
Figura 1 – Aprenda como fazer um mapa da coleção

Tenha tudo pensado

Como a criação e produção de uma coleção é algo que pode envolver muitas pessoas e departamentos, é interessante que exista todo um planejamento em torno do mapa da coleção. Procure delimitar bem responsáveis, data de entregas e etapas.

Tudo isso dará o apoio necessário a quem estiver lendo o mapa da coleção. Assim será fácil saber a quem reportar caso haja algum problema ou de quem se deve cobrar alguma resposta. Mesmo que a empresa seja pequena, é interessante ter uma estrutura correta para que as coisas funcionem melhor e mais profissionalmente.

Use feedbacks

Um dos passos que existe na hora de lidar com coleções é o que diz respeito às avaliações técnicas e comerciais. Dificilmente uma coleção vai passar por todos os processos de forma intacta, sempre há correções a serem feitas no meio do caminho.

Para isso, o mapa da coleção deve levar esse feedback em conta. Sendo assim, separe um espaço no mapa para que as peças que retornaram de um feedback possam receber anotações, e coloque informações sobre o que precisa ser alterado. Assim todos ficarão sabendo onde um possível gargalo está.

Não se esqueça do pré-planejamento

Para montar uma coleção, é necessário entender o mercado, saber onde existem oportunidades e analisar os gostos do seu público-alvo. Já falamos um pouco sobre isso neste artigo, mas vamos dar uma das dicas aqui, sobre mix de produtos.

Os desafios de criar uma coleção de moda

Além de saber o que seu cliente precisa, é interessante investir em um mix de produtos adequado, que englobe as várias necessidades que seu público pode ter. Assim você consegue melhorar seu lucro, além de satisfazer a clientela. De certo modo, o mapa da coleção deverá refletir essa mentalidade da empresa.

Análise Qualitativa

Outro objetivo do mapa da coleção é ter uma visão completa da coleção e analisar qualitativamente se ela está equilibrada ou se precisa de alguma adaptação. Ou seja, se você perceber no mapa que existem melhorias que podem ser efetuadas na coleção, o interessante é que elas sejam realizadas.

Por exemplo: se for percebido no mapa de coleção que a escolha das cores foi feita com percentuais desequilibrados (uma coleção muito quente ou com muitas peças de uma cor só), vale a pena voltar para a etapa de criação e pesquisa e fazer escolhas que sejam mais balanceadas.

Atitudes como essa evitam que os produtos tenham um feedback negativo por parte dos lojistas, ou até mesmo um baixo índice de vendas, que é uma das coisas que menos queremos.

Exemplo de um mapa de coleção

Abaixo você pode ver um exemplo de um mapa de coleção em várias etapas, criado por Tânia Neiva. Na primeira imagem, a coleção é organizada de acordo com cada família e com a quantidade de looks esperados.

mapa da coleção
Figura 2 – Tabela de estrutura da coleção

Depois de ter essa etapa definida e as demais que citamos acima, é necessário ter o primeiro mapa da coleção, que definirá as proporções de looks para cada família. E no segundo mapa da coleção, define-se o mix de produto e sua distribuição por cada família.

mapa da coleção
Figuras 3 e 4 – Mapas da coleção

Com essas etapas concluídas, você terá um mapa da coleção completo e pronto para te entregar insights preciosos sobre sua coleção!

Conclusão

Hoje você aprendeu como criar um mapa da coleção e como ele é importante para as marcas de moda. Mas pode ser que você ainda tenha dúvidas pendentes. Se você sente que precisa de uma consultoria de planejamento da coleção, entre em contato conosco clicando aqui!

Teremos prazer em te ajudar a melhorar as suas coleções de moda. Conte conosco!

Sobre Luiza Freitas

Co-founder e Presidente da Fashion Office Especialista em Planejamento e Gestão da Coleção

Veja também

Vem aí o Desafio Fashion Office!

Já pensou em ver uma espécie de reality show feito por nossa equipe, mostrando todo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Watch Dragon ball super